segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

São Salvador

“Ah, que bom você chegou, bem-vindo a Salvador, coração do Brasil. Vem, você vai conhecer a cidade de luz e prazer correndo atrás do trio. Vai compreender que o baiano é um povo a mais de mil, que ele tem Deus no seu coração e o Diabo no quadril!”


Minhas amigas Nina e Sabrina deram a idéia de fazermos um post especial sobre nossas cidades, onde nascemos ou residimos, e mostrarmos um pouquinho dela. E eu como boa soteropolitana que sou não poderia deixar de homenagear a minha querida Salvador.


Bandeira e Brasão da minha city linda!

Eu sou uma soteropolitana da gema, nascida e criada em Salvador, no bairro do Rio Vermelho. Adoro minha terrinha, acho lindo cada centímetro de seu território, admiro o povo e a cada dia tenho mais orgulho de ter nascido e de fazer parte dessa cidade.

A história de Salvador começa antes de sua fundação como cidade. Começa quando Diogo Álvares, o Caramuru, naufraga aqui no que hoje é o bairro do Rio Vermelho, encontra os índios tupinambás, casa com a índia Paraguaçu e toda aquela história que vocês conheceram no filme do Selton Melo.

Cena do Filme Caramuru - A invenção do Brasil



Isso em 1510, só em 29 de março de 1549 é que o rei de Portugal da à ordem de fundar a cidade-fortaleza chamada de São Salvador. E foi também no dia 29 de março, coincidentemente, que nasceu a soteropolitana mais ilustre: yo! (rsrsrs!!Modéstia pura!!)
Salvador foi a primeira capital do Brasil, até 1763.

Foi em Salvador que foi fundada a primeira Faculdade do país, em 1808, a Fameb (Faculdade de Medicina da Bahia), o que significou o início da independência cultural do Brasil.

Prédio da Faculdade de Medicina

Como eu já escrevi, eu moro no bairro do Rio Vermelho, um dos bairros mais tradicionais de Salvador, conhecido como o bairro boêmio. O Rio Vermelho também é muito conhecido pela festa de Iemanjá, que é comemorada no dia 02 de fevereiro.

Imagem de Iemanjá – Casa de Iemanjá na praia dos pescadores

A festa é linda, as pessoas colocam suas oferendas na casa de Iemanjá, que fica toda arrumada com um grande balaio cheio de presentes pra a rainha do mar, a fila é enorme pra colocar a suas oferendas, então muitos resolvem colocar os seus barquinhos e seus presentes diretos no mar. Por todo o bairro há barraquinhas de comidas e bebidas, de jogos, há vários palcos espalhados com diversas apresentações de bandas, e tem também os mini-trios com bloquinhos que percorrem o bairro numa grande festa. Desde pequena eu acompanho a festa de Iemanjá, minha mãe adora, é a festa que ela mais gosta porque ela reencontra os amigos de infância, dança e curte até cansar.
Essa é a maior festa de largo aqui de Salvador, e eu ouso dizer que é a melhor!


Praia dos pescadores, ao fundo a Casa de Iemanjá


Diferente da faixa de Gaza, aqui em Salvador as religiões convivem em harmonia, e em muitos momentos elas caminham lado a lado. Por exemplo, os orixás tem os seus santos católicos correspondentes: Santa Bárbara no candomblé é Iansã, Senhor do Bonfim é Oxalá, etc. Um outro exemplo dessa pacifica relação é o fato da Igreja de Santana está bem ao lado da Casa de Iemanjá.

Igreja de Santana e Casa de Iemanjá

Praia dos pescadores, ao fundo a antiga Igreja de Santana

Praia do Rio Vermelho, ao fundo o meu antigo colégio


Praia do Rio Vermelho, em frente ao meu antigo colégio.Essa escultura na pracinha é conhecida como espeto.Não sei o nome original.rs!


Quadras em frente a praia e ao lado da pracinha .

Teatro SESI, em frente à Biblioteca Juraci Magalhães Junior

Estátua Cristóvão Colombo no Largo da Mariquita


É no largo da Mariquita que está um dos mais famosos e melhores acarajés de Salvador, o acarajé de Cira (eu acho que é o melhor, então se vier a Salvador e quiser comer um bom acarajé vá a Cira).

O tabuleiro de Cira fica do outro lado dessa ponte. Essa ponte está sobre o rio Lucaia, o nome do bairro é por causa desse rio.

Praia do Buracão, no canto esquerdo um pedaço do Hotel Íbis, do outro lado fica o Hotel Pestana


Praia do Buracão

A Praia do Buracão foi a praia que mais freqüentei a minha vida toda, desde pequena sempre vamos pra lá, é tranqüila e bem perto de casa. Na praia tem algumas pedras, o que diminui um pouco a força das ondas e forma algumas “pocinhas”, ideal para as crianças pequenas, e tem também o tabuleiro, uma superfície rochosa que fica bem próxima do mar, as pessoas sobem no tabuleiro e pulam no mar, como se fosse um trampolim.


Rua Oswaldo Cruz, uma das principais do bairro do Rio Vermelho, bem pertinho da minha casa!

Seguindo o passeio por Salvador, vamos dar uma passada por Ondina, pela Barra e pelo Campo Grande, que são bem conhecidos pelo carnaval. Ehh! Cheguei na parte boa!! O Carnaval de Salvador! A maior festa popular do mundo!! O carnaval acontece em dois circuitos, o circuito Dodô na Barra/Ondina e o circuito Osmar no Campo Grande.



As gordinhas de Ondina, essas esculturas retratam as três etnias que deram origem ao Brasil, negro, branco e índio, o nome desse monumento é As Meninas do Brasil



Parque Zoobotânico de Salvador, em Ondina

O Farol da Barra, um ponto turístico super conhecido, no interior do Farol funciona o Museu Náutico da Bahia e o seu nome original é Fortaleza de Santo Antonio

Forte de Santa Maria, no Porto da Barra

Teatro Castro Alves, no Campo Grande, em frente à Praça do Campo Grande

Praça do Campo Grande

Monumento ao 2 de julho na praça do Campo Grande



Nessa praça ocorreram vários combates durante a luta pela independência da Bahia, bem ao lado da praça fica o Forte de São Pedro. O monumento que fica no centro da praça é em homenagem aos heróis da luta pela independência da Bahia. Outro lugar que também homenageava essa data tão importante, não só para a Bahia, mas também para o Brasil era o Aeroporto Internacional 2 de Julho, atualmente conhecido como Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, infelizmente o poder de uns fizeram com que um nome tão importante pra nós baianos fosse trocado pelo nome do filho de ACM, que não fez nada pela Bahia, e que ninguém aqui conhecia. Mas pra nós o aeroporto sempre vai se chamar 2 de julho, e que o nosso prefeito cumpra a promessa do mandato passado de devolver o verdadeiro nome ao Aeroporto de Salvador.
Mas voltando ao nosso passeio por Salvador... Eu não poderia deixar mostrar imagens do Carnaval.

Trio de Ivete Sangalo no bloco Coruja no Campo Grande



A avenida fica lotada, os camarotes ficam lotados, as janelas dos prédios são disputadas a tapas. As estruturas dos prédios tremem literalmente, o prédio em que fico todo ano tem nove andares e balança de uma maneira absurda! Porque quando dizem que aqui ninguém fica parado, estão falando sério!rs!

Bloco dos Filhos de Gandhy

O bloco dos Filhos de Gandhy é um dos mais tradicionais do carnaval de Salvador. Ele é composto apenas por homens, todos vestidos a caráter com a roupa, o turbante, os colares e a alfazema. Meu avô saía no bloco, meus tios também saíam e hoje meus primos saem no bloco. E alguns filhos de Gandhy trocam seus colares por beijos!rs!


Meus primos de Filhos de Gandhy

E seguindo o nosso passeio, vamos passar agora por Amaralina, Pituba, Costa Azul, Jardim de Alah, Boca do Rio e Itapuã.

Quartel de Amaralina

Mural feito de pedaços de azulejo, pelo artista Bel Borba, em frente a praia de Amaralina.
Bel Borba tem vários desses murais espalhados pela cidade.

Avenida Manoel Dias da Silva, na Pituba

Igreja Nossa Senhora da Luz, na Pituba, ao lado da Pracinha da Pituba e em frente ao teatro Jorge Amado


Jardim dos Namorados, na orla da Pituba

Parque Costa Azul

Parque Costa Azul

Praia do Jardim de Alah


Jardim de Alah


Aeroclube Plaza Show, na Boca do Rio

Boca do Rio

Sede do Esporte Clube Bahia, na orla da Boca do Rio

Sede do Esporte Clube Bahia, meu time!!!rs!!


Escola Picolino de Artes do Circo


A Escola Picolino de Artes do Circo faz um trabalho muito bonito aqui em Salvador, a 20 anos eles ensinam a crianças, jovens e adultos de todas as classes sociais, inclusive crianças vindas de projetos sociais. Trabalham com arte, educação, cidadania, música, espetáculos, esses alunos são formados pelo circo e vão trabalhar em várias companhias de circo no Brasil e no mundo.


Pista de Bicicross, em Pituaçu

“...Passar uma tarde em Itapuã. Ao sol que arde em Itapuã. Ouvindo o mar de Itapuã . Falar de amor em Itapuã...”

Estatua de Vinicius de Moraes, na Praça que leva o seu nome em Itapuã

Farol de Itapuã, sobre a pedra de Piraboca

“Fui no Tororó, beber água e não achei .Encontrei bela morena que no Tororó deixei .Aproveite minha gente, que uma noite não é nada .Se não dormir agora, dormirá de madrugada...”

Dique do Tororó


O Dique do Tororó é uma lagoa artificial que fica ao lado da Fonte Nova, aquele estádio que desmoronou uma parte da arquibancada, muito triste, enfim, o Dique foi feito ainda na época do Brasil colônia, com uma função defensiva. As estatuas dentro do Dique representam os Orixás.

Agora vamos dar uma passada no centro histórico de Salvador...


Monumento A Cruz Caída, na Praça da Sé

Praça da Sé


Praça da Sé


Ladeira do Pelourinho


O nome Pelourinho se refere ao lugar em que se castigavam os escravos. O conjunto arquitetônico do Pelourinho é colonial, barroco português. Aqui em Salvador quando se está escrevendo e começa a descer ou a subir com as palavras, sem acompanhar uma linha reta, diz-se que está subindo ou descendo a ladeira do Pelô!rs!

Baiana do acarajé, se vier em Salvador e não provar um acarajé não vai ter valido a pena ter vindo!

Palácio Rio Branco



O Palácio Rio Branco é o antigo palácio do governo, fica na Praça Tomé de Souza junto a Prefeitura, a Câmara e ao Elevador Lacerda.


Câmara Municipal


Prefeitura de Salvador


Elevador Lacerda

O Elevador Lacerda liga a cidade alta à cidade baixa, ele tem 72 metros de altura e leva 30 segundos pra fazer todo o percurso. A última vez que eu usei o Elevador Lacerda eu paguei R$ 0,25, não sei quanto está agora.
Na parte baixa da cidade, logo em frente ao Elevador Lacerda tem a fonte Mario Cravo, presente em vários postais e fotos da cidade. Meus amigos a apelidaram carinhosamente de “Ovos de ACM”,rsrsrsrs!!!

Fonte Mario Cravo


Em frente ao Elevador Lacerda fica o Mercado Modelo, um dos centros de comercio mais antigos de Salvador, com duzentas e poucas lojas que vendem artesanatos e coisas da Bahia, além dos restaurantes. Na parte de trás do Mercado Modelo tem sempre apresentações de capoeira, etc.


Mercado Modelo


Logo atrás, em plena Baía de todos os Santos, fica o Forte São Marcelo. Ele é o único no país com essa forma redonda e foi inspirado no Castelo de Santo Ângelo (Itália) e na Torre de Bugio (Portugal). Pra chegar ao Forte é bem fácil, é só ir ao porto que fica perto da parte de trás do Mercado Modelo, desembolsar R$ 10,00 (era esse preço na vez que eu fui) e pegar um barquinho que te leva até o forte numa viagem de uns 20 segundos, rs! Quando você entra já da de cara com dois bonecos vestidos com as fardas dos soldados de antigamente, tem um guia que te leva por um tour pelo forte. Tem as salas onde eram as celas, e nessas salas, ex-celas, tem preso as paredes os nomes dos presos mais famosos que passaram por lá, como por exemplo, Bento Gonçalves. Tem uma sala com uma maquete da Salvador de antigamente, tem também umas telas com um controle manual em que você pode fazer um tour pela Salvador de antigamente em 3D. E fora toda a beleza do forte, recém reformado, que é de tirar o fôlego.

Forte de São Marcelo


Salvador vista do Forte

Igreja da Conceição da Praia, padroeira da Bahia, que fica na Calçada, onde ocorre a Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia


A Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia é a festa religiosa mais antiga do Brasil, desde o ano de 1550.

Igreja do Senhor do Bonfim


A Igreja do Bonfim é uma das mais tradicionais da Bahia, e o Senhor do Bonfim é o padroeiro dos baianos.
Todo ano acontece à lavagem das escadarias da Igreja do Bonfim, uma grande festa onde as baianas munidas de água de cheiro, vassouras e flores, fazem a lavagem das escadarias. E junto com a festa religiosa tem a festa profana, o Bonfim Light, uma festa com vários shows.

Fitas do Senhor do Bonfim


As tão conhecidas fitas do Senhor do Bonfim, quem vem a Salvador sempre leva uma. Quando se coloca a fita no braço, tem que dar três nós e a cada nó fazer um pedido, quando a fita se romper por si só os três pedidos são realizados!!
E chega ao fim o nosso tour por Salvador, espero que todos tenham gostado de conhecer um pouquinho sobre minha cidade linda!! E venham visitar Salvador!!


Um grande beijo com cheiro de dendê!!!
E até a próxima, meu rei!rsrs!!

28 comentários:

SGi/Sonia disse...

Trabalha Dona SOnia, trabalhaaaa!

Aja dinheiro pra eu conhecer cada cantinho que vi hoje por aqui, foi muito massa, sinceramente eu achei que poucas meninas fossem participar da blogagem... Mas foi cada cidade maaaassa que eu vi. Uma mais gostosa do que a outra, vou ter que ralar muito pra conhecer hehehehe
Mas me aguarde Monique, qualquer hora apareço por aí e nos vamos comer um acarajé na Cira que tal hein(porque falou em comida, falou comigo)?

Amei sua Salvador!

Beijins com felicidades:*

Thaís A :) disse...

Adorei a história de Salvador, não sabia que você nasce aí :)

Feliz ano novo :*

Sophie disse...

Aaa não sabia que você era de Salvador! Mas que ótima idéia essa dos posts das cidades, e que lindo post!
Show ;D
=***

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la para vc.

bjs.


Obs: depois volto com mais tempo para ver seu post Monique.

JIME disse...

Uau! Que bela matéria. Uma verdadeira aula de história e turismo.
Parabéns!
Beijos.

Cαгolinα disse...

vou ser sincera com você.. a Bahia é o estado que eu menos gosto desse Brasil, não só pela cultura que eu acho sinceramente.. bem.. sem comentários, mas eu já estive ai em Salvador e realmente eu sei o quanto ela é bela. Tenho meus encantos por certos lugares daí, mas fora isso, é só.

:)

Nina disse...

uau monique! que post super!!!
nao sabia que vc tinha aderido a ideia, foi a soninha que me avisou! que coisa linda suas fotos!!
amei.. conheci salvador há dois anos, amei! é todo bonita e as pessoas tem um astral mt bom!

que lindo isso aqui tá! uau!
beijo pequena!

rocosta disse...

Menina vou a Recife em fevereiro e vou fazer de tudo para conseguir dar um pulinho em Salvador... nem que for um dia...
Forte abraço.

Polêmica disse...

Que cidade linda!
O que eu mais queria nessa minha vida era ter nascido no Nordeste, nessa região tão cheia de praias que eu adoro!
Eu nunca comi acarajé, soho com o dia em que eu finalmente vou experimentar, mas tem que ser aí em Salvador, quando eu casar quero passar minha lua de mel aí!

E o carnaval nem se fala, né!
Eu sempre assisto na televisão, deve ser uma diversão total. Um dia eu ainda passo o carnaval inteirinho na Bahia!

Beijão!

Amanda Marina ♥ disse...

Nossa, adorei essa coisa de mostrar a cidade! Conheci tantas coisas!!
Linda sua cidade, mas acho que isso todo mundo sabe né?! A Bahia é bem famosa por isso! Mas é mais legal ver a cidade pelos 'olhos' de um morador [ou seria habitante?] !

Beijos*

Claudia Pimenta disse...

oi monique! nossa, amei saber sobre salvador pelo seu post! daí, somente conheço o aeroporto, no qual fiz escala... ainda vou com calma, pois tenho mt vontade de conhecê-la... esta blogagem coletiva foi ótima p/descobrir novas terras... e novas blogueiras! bjs e volte sempre - seja super bem-vinda!

Bel disse...

Monique,
Passeio lindo esse promovido por ti. Primeiro: foi uma aula a tua "matéria". Muito bem redigida, contextualizada e cheia de imagens lindas. Teu olhar emocionou o meu!
Como disse a Claudia ... eu também só conheço o aeroporto internacional 2 de julho! Mas fiz questão de sair do aeroporto para pisar em Salvador, na rua, sabe?
Quero muito conhecer tua linda terra ... essa gente cheia de vida e história.
Que trabalho delicado e politizado esse teu! Adorei!
Beijos,
Bel.

Sabrina Jung disse...

Ai Monique, eu quero conhecer Salvador! Quero comer acarajé, andar no elevador Lacerda e tomar banho nestas praias maravilhosas!!!
Nossa, tô até tonta de tanta foto que eu vi! hehehe...
Já gostei do seu bairro, só porque é bairro de boêmios!!
E o nome do aeroporto?? Os ACM&M'S querem mandar em tudo aí, né?? ô familiazinha danada...
Ih! Eu me achei lá em cima, sou uma daquelas meninas gordinhas, hehhe...
Adorei o passeio!!
Grande beijo!!!

Tay disse...

Fiquei feliz em conhecer uma soteropolitana cm eu..
prazer em conhece-la...
beijo

Chris disse...

Monique,Salvador e linda mesmo! Nem tem o que discutir ne?! Nunca fui em Salvador mas tenho grande vontade de visitar... as fotos sao sempre de dar agua na boca. Ja gostei bastante de Carnaval, mas acho que qdo eu for vou querer ir em uma epoca "mais tranquila" hehehehe
Para aproveitar sem Strees!
heheh
Bjim bjim

Patti disse...

Olá Monique, vim retribuir a sua simpática visita ao meu Ares.

E que surpresa chegar aqui!
Slavador é a minha cidade de eleição do Brasil. Bahia foi o Estado escolhido para eu começar a conhecer o Brasil, nossa terra do coração.

Fiquei no Hotel Vila Galé, que penso ser no Bairro Vermelho, não é?
Adorei Salvador, as gentes, a comida, o clima, a mística, as ruas, as casas, as praias, e o pôr-do sol mais bonito do mundo!

Linda terra essa que as suas fotos tanto me comoveram pois andei por todos esses lados durante uma semana muito intensa e que vou guardar para o resto da minha vida.

.tai. disse...

Nossa, adorei o post. Já fui em Salvador, mas agora quando for de novo vou prestar mais atenção nas coisas, já que conheço mais um pouco.
xD
ótimo post, gostei mesmo.
bjus

Carlinha disse...

Gente! Eu sou prima da gordinha de Ondina, rs!

Dois Rios disse...

Monique querida, não sabia que você é soteropolitana! Ô terrinha pra fazer gente boa, sô! rsrs...

Não conheço a Bahia, acredita? Imperdoável mas é a pura verdade. Por mais esse motivo, adorei o seu post porque fiquei absolutamente interada de cada cantinho da sua Salvador. Agora só me falta ver ao vivo e estou certa de que lembrarei de você quando passar por todos esses belos lugares que você mostrou.

Parabéns, minha flor! A Bahia lhe merece.

Beijos,

Inês

*Renata disse...

Oi Monique,

Adorei sua visita! E adorei seu post, tão detalhado sobre Salvador. Me imaginei sob todos aqueles coqueiros, sentindo a brisa.

Tenho um amigo que esta trabalhando na AmBev em Salvador.. ele estranhou no comeco, mas est'a adorando agora.

Adorei seu blog e ja adicionei aos favoritos.

Bjs!

viajantedaimensidao disse...

De repente deu uma vontade de conhecer tudo isso...rsrs

Belas fotos e ainda fiquei sabendo da história de uma das mais belas cidades do país...os soteropolitanos foram abençoados..

Bjs!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Otimo dia para vc Monique.

beijooo.

Janelas do rosto disse...

Nique, ficou muito bom esse resumão do que é Salvador, deve ter dado trabalho! Mas enfim, vc fez muito bem!

Janelas do rosto disse...

Nique, ficou muito bom esse resumão do que é Salvador, deve ter dado trabalho! Mas enfim, vc fez muito bem!

Martinha disse...

Uau, a tua cidade é linda! ;)
Eu já estive aí desse lado do oceano, no estado de Pernambuco, e adorei conhecer as várias terras que existem por aí! Entretanto vejo mais fotografias de mais cidades brasileiras e encanto-me. O Brasil é lindo :)
Voltei Monique, antes comentava o outro blog que tinhas, mas descobri este e quis vir cá desejar-te um bom ano!
Beijo, da Martinha *

Renata disse...

Oi, Monique!

Está nos meus planos conhecer Salvador em breve...Ainda mais depois de um post desses!!!! Você me deixou muito empolgada! Tenho uma grande amiga que está morando aí, depois que se casou, e estou louca para visitá-la!!

Adorei o nosso 'tour'!!!!

Beijo grande,

Renata.

Mayara Noronha disse...

Nique amoooree!!
Meu Deeus, que post mais liiindoooo!!!!
Poxaa..vendo todas essas fotos dá um orgulho danado de ser baiana, soteropolitana.
Rever cada um desses lugares que já estive, nosso rio vermelho, o nosso colégio...e o espeto?? uiahiuahiuahiuahuiah...tenho algumas lembranças dele, só n sei se boas ou más..kkk
Enfim, parabééns! amei!
E, nem tinha visto a sua postagem, mas acabei de postar no meu blog um texto sobre a peça A Bofetada, espetáculo mais baiano impossivel..coincidencia retaaadaa!! veja lá depois!
Amo vc amiga!
Beijo enoorme!

Conde Vlad Drakuléa disse...

Linda homenagem a primeira capital do querido Brasil, Palco de bloqueio na época da guerra da Independência, pouco lembrada em filmes e livros, que talvez um dia seja devidamente lembrada...
No dia 7 setembro de 1822, houve a proclamação da Independência, e logo após este episódio, as batalhas continuaram sendo provocadas nas áreas onde havia grande parte de tropas portuguesas, como em Salvador.

O Ministro do Brasil José Bonifácio de Andrade e Silva tomou algumas atitudes para expulsar a oposição portuguesa, comprando armas e navios, preparando as tropas nacionais, e contratando o serviço de tropas internacionais.

As tropas do Rio de Janeiro e Bahia se uniram, formando um grupo com mais de 200 soldados, artilharia e munições.

Os portugueses foram vencidos na luta de Pirajá, em 1822. E em 1823, a cidade de Salvador foi bloqueada. Com isso, os portugueses tiveram que se retirar. Se não fosse a bravura dos baianos certamente os portuguêses teriam ficado por lá muito mais tempo! O extrato social da Cidade de Salvador é único, diferente de todas as outras cidades baianas! Parabéns lobinha querida, adorei!!!!!