terça-feira, 27 de janeiro de 2009

A maior dor do mundo

... É a dor da saudade.
E essa dor se instalou no meu coração desde a tarde de ontem.
Minha cachorrinha morreu, e meu coração está destroçado.

Foi tudo muito repentino, fomos todos pegos de surpresa, e talvez isso tenha contribuído para aumentar essa dor. Xuxa estava bem, ela tinha um probleminha na perna devido a uma queda do sofá, mas já havia sido medicada e não era nada que a impedisse de andar, ela tomava remédio para controlar umas crises convulsivas leves que ela tinha desde pequena, mas que não acontecia com freqüência, fora isso ela era muito saudável, se alimentava super bem, etc. Mas desde a sexta passada ela começou a passar muito mal, vomitava constantemente, não estava se alimentando e mal conseguia ficar de pé. Ficamos muito preocupados e levamos ela a clinica veterinária, lá, depois de alguns exames, o veterinário constatou que ela estava com um tumor no fígado, e que devido ao seu estado ela precisava passar por uma cirurgia urgente. A cirurgia foi marcada para a segunda de manhã, mas infelizmente o câncer já havia atingido o estomago e o pâncreas, e Xú não resistiu.
Quando eu e meu pai fomos buscá-la, o veterinário nos deu a pior noticia que eu já recebi na minha vida. Fiquei sem ar, meu coração tava batendo tão forte, eu já estava muito angustiada horas antes, e era como se eu já soubesse. Quando chegamos em casa foi tão triste, ter que contar, ter que dividir a dor com minha mãe e minha irmã.
Minha mãe está inconsolável, Xú era a grande companheira dela, dormia com ela, estava o tempo todo ao lado dela, era um grude só. Meu pai chorou, pela primeira vez na minha vida eu o vi chorando, foi tão estranho e tão doloroso vê-lo daquele jeito, ele amava aquela cachorra, já chegou a dormir na sala com ela quando minha mãe teve que dormir na casa da minha avó e Xú desesperada por não encontrar minha mãe chorava e não queria dormir. Eu e minha irmã estamos desoladas, de alguma maneira sinto como se ela não tivesse morrido, parece que a qualquer momento que eu virar e olhar pra trás vou vê-la deitada na cama me olhando no computador, ou quando eu for pra sala vou encontrá-la deitada no sofá, bem perto do braço do sofá, a sua parte preferida, é como se a ficha ainda não tivesse caído.
Acho que eu desaprendi a viver sem ela, sem ter que botar o pé na porta ao abri-la para que ela não corresse e subisse até o ultimo andar, sem vê-la ao meu lado toda vez que eu como algo, me pedindo um pouquinho, sem ter que pular os rios de xixi que ela deixava na sala, ou sem ter ela ao meu lado quando eu assisto tv. Eu desaprendi a viver sem Xuxa, desaprendi.
A rotina da minha família era totalmente ligada a ela, os nossos horários, tudo, agora sentimos um vazio angustiante, uma dor interminável. A casa está silenciosa, vazia, ta faltando uma peça fundamental na nossa vida.
Ah, vocês não sabem como dói, como me dói não estar com ela. Minha voz parece que some, não consigo puxar direito o ar, meu estomago fica embrulhado e um nó se forma na minha garganta, minhas lágrimas já não me obedecem, nem sequer me avisam quando vão sair, meu coração está doendo tanto, tem um vazio tão grande dentro dele.
Muitos acham um absurdo eu estar sofrendo tanto por uma cachorra, mas digo a esses que se tivessem uma noção da importância dessa cachorra pra minha família, se tivessem uma noção de tudo que ela representa pra nós, com certeza entenderia o meu sofrimento.
Minha pequena se foi e deixou o meu coração desmontado, deixou a minha vida vazia, e deve demorar pra que eu me acostume com essa ausência.
Ah, minha pequena se você soubesse o tamanho da minha saudade, como sentimos a sua falta. Nós te amos muito, te amos mais do que tudo e fomos imensamente felizes durante os nove anos em que você esteve ao nosso lado. Jamais esqueceremos você, descanse em paz meu bebê.


Eu estou sentindo a maior dor do mundo, pela ausência do ser que me proporcionava o maior amor do mundo.

Uma das ultimas fotos da minha princesinha

Desculpem a minha ausência aqui no blog e a minha falta nos blogs dos amigos, eu não tenho animo pra nada, nem pra escrever, mas prometo que assim que eu melhorar boto tudo em dia, inclusive os presentinhos lindos que ganhei.

P.S.:
Soninha sua cartinha chegou ontem, e foi Deus quem fez com que ela chegasse justo nesse dia, pra me trazer um pouco de conforto e alegria em meio a toda essa tristeza. Adorei cada palavra, muito obrigada pelo carinho.



Um beijo a todos e até.

37 comentários:

Claudia Pimenta disse...

querida monique, sinto muito pelo ocorrido... espero que vc consiga superar logo, mas a dor da saudade é eterna... um gde bj no seu coração!

Patti disse...

Oh minha querida, ela era tão fofa, ainda noutro dia você postou sobre ela ...
E essa dor não absurda não e vai custar a passar.
Guarde para si todos os momentos bons que ela deixou e isso um dia vai ser muito bom.
Beijinhos de Lisboa.

Sophie disse...

Ohh Monique... não sei realmente o que você está sentindo. E acho insensível pessoas que não entendem o sofrimento de alguém quando perde o seu bichinho: um ser fiel, companheiro que faz da nossa vida uma alegria.
E sei que nenhuma palavra vi te confortar... como é ruim uma perda dessas. Sei que nunca irá substituí-la. Mas quando passar esses momentos de muita tristeza, guarde para você os momentos mais felizes; pense o tanto de carinho que você deu para ela, que a minoria dos cãezinhos têm. E que vocês fizeram o que puderam.

E, por fim, eu dou uma dica: adota um bichinho!
Vc é super especial.
melhoras ;D
=*

Jéssica disse...

Monique, sei o que é essa dor, pois já perdi 2 cachorrinhos que eram tudo pra mim em cada momento em que estavam comigo.=(
É triste, mas infelizmente a dor só ameniza quando você ganha/compra outro filhote. Foi assim comigo. Tenho dois cachorrinhos hoje, mas ainda guardo as fotos dos que eu perdi e vez ou outra me lembro deles com carinho.

Ela não sofreu muito, pense que coisa boa no meio desse momento difícil.

Uma beijo enorme e melhoras, viu? Só aparece no blog quando se sentir realmente bem pra isso.

=)

Bertonie disse...

Ai Monique, só de ler essas tuas palavras, a gente pode sentir uma tristeza no peito.
Sabe, cachorro é um bicho tão fiel, tão incrível. Não sei como tem gente que simplesmente não gosta de animais.
Perder um companheiro assim, tão rápido, ou tão lentamente, é a pior coisa do mundo.
Quando eu perdi o Tobias, um poodle da minha infância, as lágrimas, por mais que eu quisesse, simplesmente não saiam. Estava tão triste que não conseguia chorar.
Mas sabe uma boa solução para amenizar esse vazio no peito? Adote um cãosinho!!1
Desde que chegou o Tobias II em minha vida, todo o silêncio que havia em casa sumiu com constantes latidos, correrias e abanar de cauda. A alegria voltou, e hoje Tobias II, ou o Totty, continua bem. Está envelhecendo, claro. Mas bem.
Senti muitas saudades de tu, viu?!1 Achei que era o botão LPPS (assim?!1) que não queria ligar. Mas já que é tua falta de ânimo que é a culpada pelo teu repentino sumiço, nós te esperamos.

Muitos beigos, Nique, muitos. Espero que você se recupere e supere essa dor. Espero que você consiga ser maior que esse vazio que você sente no peito.

ps: qual é o teu msn??????

Pelos caminhos da vida. disse...

Sinto muito Monique por vc e pela sua familia,eu sei o tamanho dessa dor,pois uns anos atras perdi a Laika.
Que Deus conforte vcs ai amiga.

Tem um selinho la para vc,qdo der passe la.
Força,Fé e Coragem amiga.

Um gde abraço.

beijooo.

Conde Vlad Drakuléa disse...

Sinto muito minha lobinha querida, meus sentimentos e um abraço bem forte, mantenha-se forte e serena! Beijos.

Joaninha Bacana disse...

Ohhhhhhhh, Monique, eu sinto muito pela sua perda :o((( Palavras nao ajudam muito nesses momentos, e por isso, um abraco beeeeeeeeeeeem grande, e desejos que essa dor se abrande com o tempo :o(
Beijos!

Nina disse...

oohh meu Deus! que dor horrível essa... sinto tanto...

já senti tanto essa dor, qd meus cachorrinhos do nada partiam.. puxa, Nique, um beijo tá? um beijo querida.

Fiona de Bourbon disse...

Nick
imagino o quanto esteja sendo dificil pra vc e sua familia. Mas saiba que essa dor passa, tá? Se dê o tempo que precisar... estaremos aqui te esperando.

Melhore logo!
beijoooo grande

Sam disse...

ô, minha flor de laranjeira, eu entendo isso que vc tá passando. Perder assim repentinamente é algo que parece que não passa e, infelizmente, nada que eu disser vai te consolar. Mas, quando pensar nela, pensa com carinho e uma saudade boa do que passou, que vc vai se sentir melhor :)

Beijos
* E eu quero ver um sorriso nesse rosto logo, hein!

Mandy disse...

Sinto muito linda!!!

Sei q vai ser dificil sorrir por alguns dias, mas Deus vai te ajudar a prosseguir com a sua perda!

^^

Esperamos q melhore logo!!!

BjO.

rocosta disse...

Menina... amar um animal é tão puro e intenso. Eu quando criança perdi um cachorro tão amado que não consegui mais ter cachorro.
A dor vai passar assim como a felicidade passa neh, mas a saudade vai ficar.
Abraço forte.

Carlinha disse...

Mo, eu nem sei o que dizer! Esses dias estávamos falando sobre o amor pelos nossos cachorros com o post especial para a sua Xu.
Querida, eu imagino sim a sua dor, porque só de pensar nos meus já sinto muita vontade de chorar...Nada do que eu disse agora vai diminuir sua dor, eu sei, mas tente pensar que ela está bem agora e que Não irá mais sofrer.
Olha, pode contar comigo para qualquer coisa, tá bom?
Mande um grande abraço para sua família.
Beijos no seu coraçãozinho que se Deus quiser voltará ao normal brevemente.

Thiago L. disse...

Poxa Monique, que pena ó.ò
Eu não sou muito bom pra consolo não mas, eu acho que quando meu cachorro morreu eu fiquei feliz por não ter mais que limpar o cocô dele (ele era mal-educado), mas ainda sim é uma vida, e eu acho que não sei consolar ninguém.

*Bato a cabeça na parede e saio.
- Meus pêsames :x

Da Silva disse...

E pensar que pouco tempo atrás vc colocou umas fotos tão legais de vocês duas...

Eu sei que vc vai superar sua perda, mas não tenha pressa de fazê-lo. Vai acontecer naturalmente, é o curso natural da vida.

Tem meme p/ vc, mas pode pegar quando se sentir melhor.

Bjs

JIME disse...

Sinto muito... Sei que nessas horas horas a dor é imensa, mas voce é forte e irá conseguir superar a dor.
Beijos.

Cassius Vallim... disse...

Que triste... sinto muito também... essas coisas são muito ruins de se encarar... e quando eu era muleque, ouvi duas histórias para esse tipo de situação... uma mais fantasiosa: Que acontece com nossos bichinhos para não acontecer com a gente... como se eles defendessem a gente.

A outra história é um pouco mais séria e essa sim, eu concordo um pouco: Que a gente tem animais de estimação para passar bons momentos... é claro... mas pra gente se apegar mesmo e quando eles se forem... e eles se vão naturalmente mais cedo, já que vivem menos tempo que a gente, normalmente... a gente acostume desde criança com a dor da perda... para depois, mais tarde... a gente poder encarar com mais naturalidade a perda... a morte... de entes mais queridos, como nossos familiares... pai e mãe principalmente.

O que posso dizer é que já tive muitos bichos... ultimamente estou só com uma gatinha... e já perdi todos eles, das formas mais diferentes possiveis... até um cachorro que ficou doente e era a coisa mais linda... não tinha cura e meu irmão sacrificou ele... e TODAS essas experiências não amenizaram em nada na hora que perdi meu pai. Foi sim, a coisa mais horrível da minha vida...

Mas a segunda teoria tem um pouco de sentido...

Bejos!

Amanda Marina ♥ disse...

Ai, quanta noticia ruim! =/
Primeiro a Cralinha, agora você =/
Puxa que coisa!
Fico muito triste mesmo!
Melhoras pra toda família aí!

E sim, como você mesma falou: a pior dor do mundo é a da saudade!

Beijos*

Amanda Marina ♥ disse...

*Carlinha

Carol disse...

Ow Monique...sinto muito!
Sei que palavras de conforto nem servem muito nesse momento, pq parece que a dor não passa de jeito nenhum! Entendo vc, perdi em 2007 meu único cachorrinho que eu amava muito!
Mas fica tranquila, chore a sua dor, coloque pra fora e não ligue para quem não compreende vc. Perder o que amamos, seja gente ou um animalzinho, dói muito.
Fica bem!
Bjão.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Lamento muito, Monique! sei como isso dói, porque já passei pelo mesmo mais do que uma vez. Se posso dar-lhe um conselho, arranje outro amiguinho, ajuda a dor a passar.

Thiago L. disse...

Monique, mil perdões pelo comentário ácima :x

Eu juro que não sei consolar ninguém (isso é mau) mas não é falta de carinho, é falta de palavras mesmo :x

Fica bem.

Pelos caminhos da vida. disse...

Um abraço de conforto Monique.

beijooo.

Martinha disse...

Sinto muito Monique. Dói tanto quando perdemos alguém que gostamos muito, mesmo que esse alguém seja um cão ou um gato. Compreendo que te sintas muito em baixo. Deixo aqui uma palavra de carinho. :)
Beijinho *

Gi disse...

Vim através do Carlos do Rochedo.
Também já passei por essa dor; vai custar a passar, mas um dia lembrar-nos-emos apenas com muita, muita saudade.
Beijinhos.

TeddyLover disse...

Também vim através do Carlos do Rochedo.
Sei bem o que isso é. Dói muito. Mas, como diz a Gi, acabamos por nos lembrar dos nossos amiguinhos com muito amor, ternura, carinho e imensa saudade.
Beijinhos

Margarida Pereira disse...

Lindinha, também comungo dessa dor. Perdemos a nossa Teckel 'Babuska', com dezasseis (!) anos...
Por mais que entendessemos que a vida dela não podia ir mais além, foi tudo de uma violência emocional que demorou anos a "superar"...
A casa tem fotos dela, as memórias e saudades continuam.
Os nossos 'meninos' são da família, como gente.
Por isso, sei bem dessa dor.
Agora temos outra Teckel (Kaya) e uma arraçada de Huskie (Ingrid), que são uns amores absolutos, mas ninguém substitui ninguém. Nem os animais. Todos e cada um têm o seu lugar especial no nosso coração.
Todos marcam de uma forma própria as nossa vidas.
Tentem lembrar-se de todas as coisas boas, sabendo que ela foi feliz. Porque foi. E isso é imenso!
Mais não posso fazer do que enviar um xi-coração muito ternurento, daqui do Porto (via Carlos, das 'Crónicas...').
Beijo de força e coragem!

Miepeee disse...

Ola Monique, vim atraves do Carlos Barbosa do Cronicas do Rochedo.
E triste perdermos quem gostamos e ainda mais quando fazem parte da familia, por isso entendo bem a dor que voce esta sentindo, vai demorar algum tempo mas vai passar e ficar uma boa recordacao.
Beijinho grande de uma portuguesa na Holanda.

BlueVelvet disse...

Olá Monique,
vim através do Carlos das Crónicas do Rochedo.
Sei exactamente o que estás a passar.
Perdi o meu cachorro que esteve 13 anos connosco faz 2 anos em Fevereiro. Sinto como se fosse hoje a sua falta, mas a dor abrandou. Ficou a saudade.
Muitos beijinhos de Lisboa

annie hall disse...

Monique , sei bem o que sente de momento .Em dezembro de 2006 fechei o meu blog prque o meu woody tinha falecido.Estava vazia .
Chore tudo o que necessite , deixe sentir essa dor .
Mais tarde , muito mais tarde e sem nunca deixar de sentir saudades e falta da sua cachorinha , vai sentir felicidade por ter tido a possibilidade de partilhar a sua vida com ela e poder relembrar tantos momentos bons que ela lhe fez a si e aos seus viver.
Beijos

annie hall disse...

Un jour pourtant....
" Un jour pourtant je le sais bien

Dieu reconnaîtra les chiens

Un jour pourtant je le sais bien

Dieu reconnatraît les chien "

Um verso de Renaud Séchan para Baltique o cão labrador do presidente Francois

Mitterant , colocado hoje aqui para o meu Woody que faz agora um ano ficou doente . Todos aqui em casa, o Athilla , o Benjamim , o Chopin e a dona passaram a acreditar que existe um céu para todos os Baltiques , Freddys ,Moshes , Woodys ,Xuxa e que nele existe lugar para os seus donos.Um dia é para esse céu que eu vou .
Existem dias em que sabe bem partilhar saudades porque elas estão cheias de momentos ricos de ternuras , carinhos , da mais pura amizade e devemos dividir com todos o que de bom nos aconteceu na vida.

paulofski disse...

Olá Monique. O Carlos do Rochedo nos contou da sua perda. Os animais têm o dom de nos encantar, de nos animar, de nos amar. Quando eles vão embora deixam um vazio tão grande.

Um beijo do Porto

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem prêmio lá para vc.

Um abraço de conforto amiga.

beijooo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem prêmio lá para vc.

Um abraço de conforto amiga.

beijooo.

Chris disse...

Aww que triste Monique, sei que nao e facil perder esses amiguinhos tao doceis e companheiros, ainda mais por uma doenca tao ingrata!! Ninguem merecemuito menos eles! TEnho passarinhos e hamster, eles sao meus amorezinhos!!
bjao no seu coracao!

KAYA disse...

Ai Monique...sei bem o que é isso...aconteceu comigo! Demora um pouquinho ,mas melhora! Agora, as saudades, são enormes sempre...não tem jeito!
Beijinhos!
Vera