sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Carta a alguém muito especial

Oi Ti,

Primeiro de tudo, parabéns!
Não sei exatamente quantos anos você completaria hoje, mas isso não importa, que esse dia seja maravilhoso pra você onde quer que você esteja!

Eu gostaria de poder te dar um abraço forte, conversar com você, pirraçar, essas coisas de irmã. Na verdade, o que mais me inquieta é não saber como você é, eu gostaria de ter te conhecido, mas quis o destino que isso não fosse possível, de forma alguma, não nesse plano. Sei que você sempre está por perto, tomando conta da gente. E você tem feito isso muito bem, as tempestades aparecem, mas o barco não vira.

Você bem sabe que sua irmã tem tendencias agnósticas, há muito não acredito nessas doutrinas religiosas etc. Mas, de alguma forma sei que você está cuidando de nós, que contamos com você sempre, não sei como, nem porquê, e isso nem me interessa. O que me importa é o que eu sinto e ponto final.

Por isso hoje estou escrevendo essa carta. Não porque acho que tenha um sinal de banda larga para o além, mas porque, de alguma forma eu sinto que enquato escrevo esse texto você está lendo-o.

Sendo assim, feliz aniversário meu irmão.

Aproveite o dia, mande um beijo pra Xú e até sabe-se lá quando.

Um grande beijo da sua irmã que te ama!

Monique

3 comentários:

Bertonie disse...

que lindo :)
ele está bem, onde quer que ele esteja.

Pelos caminhos da vida. disse...

Ainda não aprendemos a lidar com as perdas amiga, eu perdi 2 irmãos.

Sumida, estou com saudades de vc.

Bom fim de semana.

beijooo.

Pantomineiro Mor disse...

Que saudade deste Sr,agora a música é toda uma treta!

http://pantominocracia.blogspot.pt/
Um espaço de opinião que nos leva da Democracia à Pantominocracia