sábado, 10 de julho de 2010

Eu sei o que é impedimento!

Eu, como mais de 90% dos brasileiros, adoro futebol. E como mais de 99% das mulheres, só gosto durante a Copa.
Assumo sem culpa que durante os quatro anos que se passam sem o campeonato não tenho o menor interesse no esporte. Exceto as raras vezes em que o Bahia, meu time do coração vence – sim, eu sou realista – e que, mesmo não tendo assistido a partida, faço questão de descrevê-la aos torcedores do vitória só pra pirraçar.
Mas quando é ano de Copa nasce uma vontade de assistir aos jogos, não só os do Brasil, eu assisto a maioria dos jogos, e torço, descubro o nome dos jogadores, discuto sobre futebol como se fosse uma entendedora do assunto.
Eu acredito que a culpa é do ar. Porque quando tem Copa do Mundo nós respiramos futebol, não tem como fugir, é impressionante. Tem sempre um vizinho que estende a bandeira na janela, ‘zilhões’ de carros com aquelas bandeirinhas nas portas, as lojas com todos os tipos de roupas em verde e amarelo etc. Somos engolidos por uma onda de patriotismo que não nos é comum, e é muito difícil resistir a ela.
Eu nem tento, diga-se de passagem. Pra quê? Sei que ela é passageira, depois de um mês tudo volta ao normal, o vizinho tira a bandeira da janela, os carros transitam sem nenhum penduricalho, as vitrines das lojas voltam a ter a sua variedade em cores e nós retornamos as nossas rotinas.
Mas esse tempo não passou, então... vamos falar de futebol!!
Minha opinião super abalizada sobre a Copa: muito fraca.
Eu tenho uma vasta experiência com expectadora de Copas do Mundo, já acompanhei 3! Uau!
Comecei a acompanhar e assistir com interesse a uma Copa com 9 anos, pelo que me lembro, e foi justo quando perdemos pra França. ¬¬’
E eu não sei se é a memória da infância que sempre parece mais feliz e divertido do que realmente foi, mas os jogos antes pareciam mais animados, com mais gols.
Antes de começar o campeonato desse ano, lembro de uma colega ter me dito que a média de gols vinha caindo nas ultimas copas, e que a famosa Jabulani teria sido criada com toda sua ‘redondísse’ justamente com o intuito de aumentar a média de gols dessa Copa. O que não aconteceu, uma pena.
Mas houve um mérito na criação dessa bola: o nome. Sim, o bendito nome Jabulani foi um sucesso. Eu gostei tanto que batizei a nova gatinha que foi adotada por minha família de Jabulani! Que fofo!
Eu posso dizer que essa Copa teve nomes muito expressivos, começando pela Jabulani, adoro a pronúncia dessa palavra, Ja-bu-la-ni! Outro nome muito legal dessa Copa geralmente vem acompanhado de um barulho infernal que lembra o zumbido de uma colméia assassina, sim, eu estou falando da Vu-vu-ze-la!!!
Fico imaginando o pessoal que ta lá na África do Sul, eu acredito que mais da metade da população deve ter perdido boa parte da audição. E os jogadores então, alguns dias expostos às milhares de vuvuzelas devem ter causado danos irreversíveis.
Mas a nossa seleção não pode usar essa desculpa, não é! A seleção brasileira foi mal, muito mal, e não precisou da ajuda da vuvuzela pra isso.
Mas tudo bem, isso não é o fim do mundo, ainda teremos eleição em outubro, o projeto Ficha Limpa, apesar das tentativas de boicote (vamos ficar de olho!), foi aprovado e continuamos seguindo em frente, certo?
Errado, não foi o fim do mundo, mas deu uma raiva danada!
Eu já não ia muito com a cara do Dunga, e não era a única. Aquele jeito arrogante de ser sempre me irritou. Sei que ele sofreu bastante com a Copa de 90 sendo considerado um dos responsáveis pela derrota, teve o nome dado a essa “era”, a impressa caiu em cima e tal, porém, isso não justifica o seu comportamento presunçoso. Afinal, estamos falando de futebol, onde um dia ele pode ser o herói e no instante seguinte o vilão.
Mas ele já saiu daqui como vilão esse ano, mesmo com todas as vitórias que conquistou como técnico da seleção, ele não saiu com o carinho da torcida brasileira, primeiramente pela falta de simpatia entre ele e a torcida, e claro, pela não convocação do Neymar e do Ganso. Que eu imagino que devem estar um pouco aliviados por não terem sido convocados depois da nossa derrota!
Claro que o Dunga não foi o único responsável pela derrota, os jogadores não renderam, a sorte não estava no nosso lado dessa vez etc. Afinal, é um jogo e alguém tinha que perder. E eu não acredito que se a seleção ganhasse a Copa as pessoas iriam morrer de amores por ele, o problema com o Dunga era ‘pessoal’! rsrs.
Enfim, perdemos, mas como dizem por aí: depois da tempestade vem a bonança, e o Dunga foi demitido! Aêê!!
Agora só resta saber quem será o próximo técnico, que eu espero de coração que seja mais agradável e educado e de preferência que não tenha uma filha estilista – esse deveria ser um critério para a contratação.
Bom, amanhã é a grande final entre a Espanha e a Holanda, e eu, se lhes interessa, estou torcendo pela Espanha, não porque a Holanda nos eliminou... mentira, é por isso mesmo!rsrs.
E depois vocês só vão me ver falando/escrevendo sobre futebol daqui a quatro anos, na Copa que acontecerá aqui na nossa querida terrinha tupiniquim. Que eu espero que traga bons frutos para o povo brasileiro e não sirva somente para eleger políticos, para enriquecer o bolso de alguns com superfaturamento das obras e pra passar uma falsa imagem para os estrangeiros de um país bonito, festeiro e tropical.

Ja-bu-laaa-ni! (voz do Cid Moreira)

Um grande beijo e até a próxima!

2 comentários:

JIME disse...

Essa Copa foi sem graça, pois o polvo Paul acertou todos os resultados. Sem falar da seleção do Dunga, que coisa horrível... metade do time com jogadores bichados.
É claro que o superfaturamento irá acontecer, assim como na preparação da Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, os políticos e construtoras enchendo o bolso de 'verdinhas' e o povo passando fome, sem educação, saúde, segurança, etc...
Culpado disso tudo somo nós que votamos nessas corjas.
Acho que falei 'DILMAIS',é melhor 'MARINAR' palavras, vou 'ENSERRAR' aqui.
Beijos.

Marcos Carneiro disse...

Oi, Monique! Tudo bem?

Sou do blog BBMP (baheaminhaporra) e vi um comentario seu lá e acabei caindo aqui... Curti o texto, vc tem algum sobre o Bahia pra publicarmos la? rs

Valeu!